Alhambra

Trip Start Dec 29, 2010
1
2
5
Trip End Jan 02, 2011


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Spain  , Andalusia,
Thursday, December 30, 2010

Hoje o dia iniciou-se com uma grande azáfama, os banhos foram uma autêntica epopeia... eu e o Diogo, já tivemos de tomar banho de água fria, porque o termoacumulador não é suficiente para que nós todos tomemos banho de seguida.
Finalmente, depois de aprontados, fomos visitar Alhambra. Confesso que tinha muita expectativa em conhecer este local, palco de muitos cenários românticos que li.
 
Alhambra é a "esmeralda perfeita da alma do Al Andaluz". Imortalizada por muitos criativos que lhe deram a sua mais do que justa dimensão universal.
Apesar do dia estar cinzento e chuvoso à chegada, não contribuiu para tornar o local pouco convidativo e pouco aprazível, até permitiu para lhe dar um aspecto onírico…quase irreal. Mas, passado pouco tempo de termos chegado, quando ainda estávamos a visitar o Palácio de Carlos V, o Sol começou a raiar e tornou tudo ainda mais encantador. A atmosfera em Alhambra é quase de sonho, tudo parece ter um cariz musical e de "mil e uma noites".

Depois de termos almoçado, visitámos também o Museu de Belas Artes, no Palácio de Carlos V, onde decorria uma exposição temporária do Matisse.
O Museu de Belas Artes de Granada foi inaugurado em 1839, e transferido para o local actual, Palácio de Carlos V, em Alhambra, em 1950. Tem na sua colecção pinturas e esculturas dos séculos XV-XX, com obras de artistas como Sánchez Cotán, Alonso Cano e Fortuna Mariano. Está dividido em quatro secções principais: Renascimento e Maneirismo, Barroco em Granada, Pintura do século XIX, em Granada, e, finalmente, do início do século XX até Avant-Garde.

Gostei particularmente das pinturas de Alonso Cano que foi um pintor (século XVII), arquitecto, e escultor espanhol nascido em Granada. Nomeadamente, gostei do quadro "São Jerónimo penitente no deserto". 
 
Gostei muito do quadro "Vista de la Alhambra" do pintor Antonio Muñoz Degrain (1840 - 1924) que foi um pintor espanhol de estilo eclético, misturando romantismo ao modernismo.
Também gostei particularmente deste quadro representando a Granada de outrora, de Mariano Fortuny y Marsal "Ayuntamiento viejo de Granada".
 

Chegámos a Granada, já ao entardecer, andámos a passear um pouco pelas ruas e fomos aos Banhos Árabes Hammam marcar massagens, já só conseguimos vagas para o dia 1 de Janeiro às 00:00, o que fizemos, mesmo assim um de nós não tinha vaga para as massagens, só podia disfrutar dos banhos (ficou a Cláudia sem massagens). 

Antes de irmos jantar, ainda estivemos a beber uns copos e a passear nas barracas de uma feira.
O jantar como não podia deixar de ser foi animado e a comida também estava muito boa.
 
Slideshow Report as Spam

Use this image in your site

Copy and paste this html: