Exploring Helsinki...

Trip Start May 22, 2011
1
9
28
Trip End Jun 25, 2011


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow
Where I stayed
Eurohostel - Helsinki

Flag of Finland  , Southern Finland,
Saturday, May 28, 2011

 
O segundo dia começou cedo e agitado. Despertador, banho, arrumar as malas novamente, deixá-las no lugagge room e então: sair para explorar a cidade.

Na noite anterior programanos o roteiro baseado no lonely planet e numa daquelas “free week magazines” que você pega no hotel mesmo.
Pegamos o tram 4 e descemos perto do kauppatori (Market Square). Fomos caminhado pela beira do mar até o mercado público (Old Market Hall), rodamos pelas bancas repletas de salmão e outros peixes (nas mais variadas formas e temperos) e doces finlandeses. O menu escolhido para o café da manhã foi: Uma big tart de salmão e tempero verde seguido de dois Robert Coffee Lattes e duas pastries – raspberry e blueberry – é dura essa vida de mochileiro!
Abastecidos, passeamos pela praça do mercado, onde todos só dias é montada uma ferinha com finnish products peixes e vegetais frescos. Ventava muito, foi o dia mais frio até então, assim aproveitamos a ferinha para comprar um par de toucas.

Seguindo o roteiro, fomos até o cartão postal da cidade: A Catedral de Helsinki – Tuomiokirkko. É uma igreja luterana (85% dos finlandeses são luteranos) projetada por Engel e só finalizada 12 anos após sua morte. Toda branca, fica em uma parte alta, ligada a Senate Square por uma enorme escadaria, seus pilares redondos são robustos e imponentes. A vista é mesmo impressionante, tanto da construção como do alto dela.

De votta a kauppatori fomos recebidos por mulheres divulgando o Starbucks e ganhamos dois iced lattes, sorte de turistas!
Nessa mesma praça fica o terminal de passageiros onde se pega o barco até Sveaborg (Suomenlinna Island – Fortress of Finland). Pode-se usar o mesmo passe do transporte público para a travessia até a ilha, descobrimos isso quando íamos compar o ticket, de fato compensou o 2-day-travelcard. (Usamos várias vezes o transporte e em nenhuma delas foi pedido para apresentá-lo, ou são muito civilizados ou têm receio da multa de 80 euros.)

Até a ilha são 15 minutos e a visão da cidade se afastando já compensa o passeio. Mas o melhor mesmo estava na ilha.

A Finlândia esteve sob domino sueco até 1809, e russo até 1917. Os suecos construíram um forte em Suomenlinna exatamente para se defenderem da invasão russsa. Inclusive toda Helsinki foi planejada pelos suecos para fazer frente a Tallinn e seu porto.
Certamente a paisagem mais impressionante é o forte com seu canhões apontados para o mar, não é a toa que é Patrimônio da Humanidade, tombado pela Unesco. Mas também chamam a atenção as grandes muralhas e as cavernas de pedra cobertas por terra e grama. Rodamos por toda ilha sempre cercados por um cenário marcante. Ventava muito, o que não nos impediu de tirar várias fotos!
A ilha oferece ótimas estrutura com cafés (um dentro de um submarino), restaurantes, museus, banheiros (alguns em cavernas), até mesmo um mercado e HI hostel.

De volta a terra firme, subimos até a Catedral Uspenski, construída pelos católicos ortodoxos russos. Exatamente quando chegamos lá em cima, noivos estavam saindo da igreja, sob uma chuva de arroz! A Uspenski está frente a frente com a Tuomiokirkko, como duas rainhas em um tabuleiro de xadrez teológico, reza a lenda!

Continuamos descobrindo a cidade, entramos na Stockmann, a maior loja de departamentos da Scandinávia com todas (ou quase) grifes do mundo espalhadas em seus oito andares.

Para a janta que seria no trem rumo ao pólo norte, delícias finlandesas (finnish brown bread, brie, green aspargus, cherry tomatos, raspberry juice and Fazer raspberry chocolate - Finnish factory) foram compradas no K-market, pertinho do hotel. Mochilas nas costas + tram 4 + Estação central.

As 19:26, pontualmente, partiu do track 8 o Santa Claus Express – night train: Helsinki – Rovaniemi.
Foi o primeiro uso (de 4 travel days que temos direito) do nosso Scandinavian Regional Eurail pass.
A cabine reservada por nós, tinha duas camas, pia, tomadas, água, um ótimo travesseiro e cobertor, controle de temperatura, tudo que um confortável hotel pode oferecer! Inclusive com chuveiros em cada vagão para quem quisesse se arriscar...

De Helsinki, em 12 horas estaríamos no poló norte – Lapônia!
Mas antes, dentro de nossa cabine pudemos curtir nosso jantar e uma merecida noite de sono embalada, a 160km/h, pelo balanço do trem e o ranger dos trilhos!


Slideshow Report as Spam

Comments

eliane on

Lindas as paisagens, monumentos. tudo maravilhoso.
Boa semana de passeios. bj.

roniandrade
roniandrade on

Já li todas postagens, tô muito feliz por vcs. Dêem um abraço no Mr Santa por mim. Saudades

Read more: http://www.travelpod.com/travel-blog-entries/moor.2011/1/1306693157/tpod.html#ixzz1NnmcwtiP

ka on

ai meu deus que desespero, tudo isso pra eu acompanhar, e eu sem um computadooor, haja cyber pra tudo issooo
que feliiz por vcs, aproveeeitemm

Add Comment

Use this image in your site

Copy and paste this html: