Um Passeio pela História

Trip Start May 16, 2010
1
17
49
Trip End Jul 21, 2010


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Greece  , Peloponnese,
Tuesday, June 1, 2010

Hoje fizemos mais um passeio maravilhoso pela história antiga. O século XXI, apesar de todos os seus avanços científicos e tecnológicos, deve se curvar humildemente perante o esplendor da Grécia Antiga. Há cerca de 2.500 anos, desenvolveu-se na Grécia uma das civilizações mais importantes e influentes da antiguidade e de toda a história. Arquitetos gregos criaram estilos que são copiados até hoje. Seus pensadores fizeram indagações sobre a natureza que continuam a ser discutidas nos dias atuais. O teatro nasceu na Grécia, onde as primeiras peças eram apresentadas em anfiteatros abertos. Foi em Atenas, uma cidade-estado (polis), que se fundou a primeira democracia, isto é, o governo do povo.
Saímos de Loutraki, passamos novamente no Istmo de Corinto para chegarmos a Corinto Antiga, propriamente dita. Graças ao ponto estratégico em que a cidade se encontrava, bem na junção das vias terrestres e marítimas que ligavam a Ática e o Peloponeso, Corinto comandava este Istmo da Acrópole (Acrocorinto). Era uma cidade muito rica e se orgulhava disso. Aproveitou-se do intenso tráfico do Istmo para enriquecer. Eles estocavam trigo da Sicília, papiro do Egito, marfim da Líbia, couros de Cirenaica, incenso da Arábia, tâmaras dos fenícios, maçãs e peras da Eubéia, tapetes de Cartago e os escravos da Frigia. Desenvolveram a indústria do bronze, da cerâmica, do vidro e os tecidos tingidos de púrpura. Ou seja, tudo estava nas mãos deles. Ela também era conhecida pelas suas sacerdotisas sagradas que se prostituíam no templo de Afrodite.
Quando em 51 Paulo de Tarso passa em Corinto, ele fica indignado com a prostituição da cidade e escreve as Epístolas aos Corintos, pregando e evangelizando tanto aos gentios quanto aos judeus.
Archaia Epidavros - Teatro em perfeito estado – construído no Séc IV a.C., podia acomodar 14.000 pesssoas. Tinha 55 fileiras divididas em 2 blocos passando no meio um "passeio" (diazoma). Havia bancos com encosto nas primeiras fileiras para acomodar as pessoas importantes. De todos os lugares, tanto a audição quanto à visão eram perfeitas. Teve um rapaz que bateu palmas bem de leve; ressoou em todo o teatro. Tem 22,5 m acima do solo e um diâmetro de 20,28 m. Desde 1954, este teatro é usado para apresentações de dramas antigos e espetáculos líricos – dentre outros dão destaque Dimitri Mitropoulos e la Callas.
Santuário de Asclépio – é impressionante como as pessoas não mudam ! Desde 400 anos antes de Jesus Cristo, os doentes iam para este santuário. Depois de sacrificarem aos deuses e cumprir as purificações rituais, eles passavam a noite no dormitório sagrado (abaton) onde se deitavam em peles de animais mortos em ofertas propiciatórias. Durante o sono, Asclépios os curava instantaneamente, a menos que eles tivessem sonhos, interpretados por certas pessoas, dando o tratamento adequado, seguido conforme os casos, de exercícios físicos ou relaxamento, banhos ou divertimentos intelectuais – isso explica o por quê da instalação do teatro e das instalações esportivas. Cada 4 anos eles promoviam festas – Asklepieia – onde se apresentavam esportes, concursos poéticos, ou musicais. Os doentes manifestavam seu reconhecimento oferecendo um galo em sacrifício e os ex-votos representando a parte que foi sarada (até hoje é usada esta forma de reconheciemnto).
No museu, pode se encontrar alem das estátuas, pedras com inscrições contando as curas obtidas.
Nafplio - neste pequeno porto, está um dos mais ricos exemplos da arquitetura veneziana do século XVII: o Forte Palamede. Nafplion conserva ainda diversas construções militares da época em que venezianos e bizantinos disputavam a posse da região, como a Fortaleza de Bourtzi, situada sobre uma pequena ilha, e a Acronafplia, um castelo da época da ocupação turca. Ela foi a primeira capital oficial da Grécia em 1829, mas perde este status logo em 1834.
Tirinto (gr. antigo Tírυns, gr. moderno Tíruntha) é um sítio arqueológico micênico situado na Argólida. Foi uma importante cidade da Grécia Antiga, situada na península do Peloponeso, a alguns quilômetros a norte de Náuplio. É considerada um patrimônio da humanidade pela UNESCO, em conjunto com Micenas (como Sítios Arqueológicos de Micenas e Tirinto). Da cidade original, restam apenas alguns restos arqueológicos, como alguns muros e as ruinas do palácio real. As ruínas do grandioso palácio argólida já há tempos havia sido localizada pelos arqueólogos, mas a maioria deles acreditava que os muros queimados remontavam a época medieval. Schliemann (o descobridor de Tróia) porém, escavou muito, logo retirando as impressionantes muralhas que rodeiam a vila. As pinturas encontradas esclareceram o avançado grau de civilização daquelas populações do Peloponeso e foram um convite para que escavasse as ilhas do Egeu. Homero contava que um dos soberanos que combateram com os troianos era Idomeneu, rei de Creta. Foi a maior cidade da civilização Micénica. Tirinto foi a cidade natal de Hércules.
Para variar, subimos para ver a Acrópole (do séc. XIII), mede aproximadamente 300 m de comprimento e 45 a 100 m (variável) de largura !
Os muros tinham apenas de 7 a 10 m de largura e em alguns lugares uma altura de 7,5 m, e mede nada menos que 1500 m de comprimento. Um absurdo !
Micenas - Schliemann prossegue com suas pesquisas, agora seu objetivo era encontrar a famosa "Micenas rica em ouro", como descreviam os textos homéricos. Ele começou as escavações no local que achou mais conveniente, ignorando as opiniões do "interados" no assunto. Acertou em cheio e logo se deparou com uma espécie de altar, que poderia ter servido para a prática de sacrifícios de cunho religioso. Depois de algum tempo, ele consegue chegar aos sepulcros. Ao abrí-los, um círculo de refulgentes machados, lanças e outros objetos parecem querer defender os cadáveres, os quais encontravam-se cobertos por máscaras e discos de ouro na fronte e sobre os olhos. A terceira das cinco tumbas abrigava esqueletos femininos e encontrava-se cheia de objetos de ouro e jóias.
Porta das Leoas
– é a entrada para a Acrópole (com aprox. 900 m de perímetro e 278 m de altura). A Cidadela era destinada somente ao rei, sua família, nobreza e guardas.
Foi encontrado lá o Primeiro Círculo de Túmulos, que se achava ser de Agamenon. Neste circulo, havia 8 corpos de homens, 9 de mulheres e 2 de crianças. Acharam muitos objetos de ouro (14 kg), Os defuntos tinham uma máscara mortuária de ouro. Acabaram achando o tumulo de Agamenon e seu tesouro num segundo tumulo.
Neméia – Infelizmente não deu para ver nada, pois estava fechado – Fechava às 15 hs. e nem consegui tirar uma fotinha, pois tinha uma árvore na frente. Paciência, fica para uma outra vez.
A seguir fomos direto para Kalamata. Profe., lá fomos nós conhecer sua cidade !
Acho que tivemos sorte, pois a rodovia parecia que tinha acabado de ser entregue ao povo, de tão linda que estava. Um tapete ! Super bem sinalizada, e chegamos sem problema algum.
Kalamata – Segunda cidade do Peloponeso e capital da Messenia. Quase 50.000 habitantes. Cidadona, muito movimento, muita vibração ! Tem duas ruas compridas e paralelas que são muito importantes e com bastante fluxo – odos Aristomenous e Faron.
Fomos conhecer a Marina, super movimentada e com muitas tavernas ao longo dela.
Acabamos não dormindo lá, pois desde o Brasil – recomendado por um amigo – alugamos um chalé em Petalidi. Lugar fantástico também, lindo, mas infelizmente um pouco longe de todo e qualquer movimento. Mas conseguimos comer muito bem numa taverna à beira mar. Uma delícia de lugar e ambiente. Amamos sua dica, Profe. ! Depois disso, fomos ao Athanasiou tomar um café super especial: um freddo capuccino.  hummmmmm ! Que delícia !
Voltamos ao nosso chalezinho e praticamente depois do banho desmaiei !
Boa noite a todos e até amanhã !
Slideshow Report as Spam

Comments

dudu e nara on

pode reclamar o quanto quiser da localização das Acrópolis, mas que as vistas são sempre lindas, são...

Add Comment

Use this image in your site

Copy and paste this html: