Strange routines, strange behavior

Trip Start Jun 16, 2010
1
383
600
Trip End Dec 31, 2012


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow
Where I stayed
@ John Wesley's room

Flag of Indonesia  , Papua,
Sunday, July 3, 2011

 

O John Wesley é um senhor especial, diz. É verdade, especialmente as rotinas que tem que não devem nada à normalidade. Até devem, mas é complicado perceber um conjunto de coisas com que tive de conviver durante estes vários dias. Em “epá-mas-porquês?”, atenção à estranheza:









  • Epá, mas porque é que, em cada noite, quando eu vou dormir para o quarto do John (para os meus dois metros quadrados de chão de azulejo branco que ao fim de dois minutos com um corpo em cima, se torna escorregadio), o John vai para a sala e fica lá a passar mal a noite? Tentação de aleijar o convidado, como nos velhos tempos? O dia seguinte é sempre destrutivo para o John...e muito à base de power naps;





  • Epá, mas onde é que o senhor tem tanto para rezar? Fica horas a fio, normalmente, são altas e da manhã, a ler passagens da biblia e a escrever apontamentos;





  • Epá, mas porque é que o senhor diz que não tem dinheiro nenhum mas depois quer ter todas as fotos que tiro, quer um telemóvel que custa para cima de um balúrdio, precisa de 600.000 rupias para mudar para um local diferente que é exactamente o que paga por mês nesta casa, comprou um bilhete para voar para a PNG por 600 euros e diz que é barato...estou confuso;





  • Epá e porque é que o senhor tem de vir sempre atrás quando quero dar uma volta na rua?...ah, esta é fácil...há expectativas de que haja comida do meu bolso para o seu bandulho;





  • Epá, mas porque é que todos os católicos, muçulmanos, ou membros de outras religiões, têm uma necessidade extrema de atacar as outras religiões, encontrando-lhes defeito e tentando vender “por que não é boa”?;





  • Epá e porque é que as rezas de agradecimento pela refeição duram para cima de cinco minutos? ...e “o comer” a arrefecer...;





  • Epá e o que é que é isso de rezar por telefone, pá? Larga o animal que o electromagnatismo fazem mal ao pouco que resta;





  • Epá e porque é que quando o senhor tem fome, faz uma chamada para uns familiares adoptivos (isto porque deixou de ter família quando descobriu o senhor...perdeu tudo, a mulher abandonou-o...mas se calhar já não estava lá há muito tempo) para os visitar?...quando lá chega, bla bla durante três minutos, e agora “onde está a comida?”...depois de satisfeito, mais bla bla por outros três minutos, “vamos embora”. Podia fazer um bocado mais de sala...eu visitei esta família por cinco vezes...mas não a consigo situar no agregado familiar do John;


Falta aqui uma menção especial à banana ao peri-peri que se vende na rua e que faz também parte da rotina...não do John, mas o irmão traz sempre quantidades industriais deste frito divino! Está quente, quente, mas assim é que é bonito! Talvez possa ter desviado um ou outro pedaço que não era para mim...talvez possa, mas não se sabe bem ao certo.

O John é isto e muito mais!...
Slideshow Report as Spam

Use this image in your site

Copy and paste this html: