Dia de Casamento

Trip Start Aug 26, 2010
1
4
22
Trip End Sep 13, 2010


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Germany  , Baden-Württemberg,
Saturday, August 28, 2010

O dia começou com um café da manhã no hotel após uma noite muito mal dormida.
Encontramos a tia Bitu logo de manhã no café e o "irmão" americano, um cara chamado Donald muito simpatico.

Saí com a Anne para passear pela cidade e aproveitar a manhã de sabado.
Essligen parece ser uma cidade bem legal. A maior parte da cidade é compostas de ruas estreitas, de pedra, com algumas pracinhas e aquela arquitetura bem tipica alemã, que pode ser vista em Petrópolis. Tiramos muitas fotos.

Passamos pela torre do sorvete (!!!!) e chegamos até a Bahnhofstrasse, que é uma rua com uma comércio um pouco mais agitado. Entramos numa galeria que tinha até uma C&A e a Anne comprou alguma coisa para o Matheus na H&M. Tomamos um café no Starbucks e encontramos com o Pedro e a Flavia e depois a Paula. Anne e a Paula entraram numa loja de departamento bem grande, a Karlstadt. Também entrei numa loja de quadrinhos e afins na Kronenhofstrasse chamada Fantasy Strongvision.

Voltamos para o hotel e fomos nos arrumar para o casamento na Pfarramt St. Paul.

Saimos meio em cima da hora para o casamento, mas a Anne conseguiu pegar uma carona com o Tato, Roberta, Ana, Nathalia e Gabi, enquanto que eu e o Zéca fomos a pé até a igreja.

O casamento foi muito bonito e bilingue, pois havia um padre brasileiro, de Curitiba, na paroquia que co-celebrou a missa. Depois da cerimonia, trocamos muitos cumprimentos na porta, tiramos fotos e foram servidos alguns docinhos.
Seguimos, numa grande frota de taxis recrutados na hora pelo Tio Zelão, Mozart e o Zeca para a festa no Dicker´s Turm.

A festa foi ótima, o restaurante era bem legal, uma torre de um castelo medieval aonde foi servido um excelente almoço de 4 pratos e ótimas sobremesas. Os alemães gostam de muitas atividades, discursos e brincadeiras nesses eventos, que nos distrariam a tarde inteira (e é claro, muita cerveja). Tinha uma pista de dança também, que foi dominada pelos brasileiros o tempo todo.

Voltei junto com a Anne, Paula e o Thomas para o Hotel, não era longe e nem muito tarde, mas fiquei preocupado de não lembrar o caminho ou conseguir carona.

Slideshow Report as Spam

Use this image in your site

Copy and paste this html: