Acelarando o ritmo

Trip Start Aug 21, 2008
1
51
88
Trip End Ongoing


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Senegal  ,
Saturday, November 8, 2008

Passei dois dias com as raparigas na aldeia meio à parte do mundo. Uma aldeia onde coabitam apenas duas familias, a familia Diédhiou e a familia Sonko, que se casam e têm filhos entre eles. Cada uma das 8 kubatas que visitei, o casal era invariavelmente formado por um Diédhiou e por uma Sonko,ou vice-versa. Insistiram para que não partisse  e fui forçado a usar a melhor desculpa que tinha, acrescida do benificio de ser verdadeira : era o dia do aniversario do mo puto Pedro e tinha de lhe mandar um email para mostrar que mesmo longe não lhe deskeci. Pela primeira vez me disseram que tinham PENA de mim, que eu me auto-flagelava caminhando assim sem certezas por dias a fio. Essa pena acabou por fazer com que me pagassem um carro para voltarmos a Bognina, a 30 km de Baline e onde tinhamos descido no dia que ja tinha tudo financiado até Ziguinchor. Fiquei então a outros 30 km dessa ultima. Sem mais delongas, pé na estrada.15 minutos à pé e um dread sentado à sombra da arvore não aceitou que eu continuasse assim e parou um carro que por acaso era conduzido por um amigo e não estando a abarrotar, acedeu a levar-me gratuitamente. Um favor em troca de nada, nem sequer o nome me perguntou. Em Ziguinchor procurei um cyber, ainda brotei um coxe até chegar a um que funcionasse mas estava na pausa do almoço. La fora estavam uns Baye Fall com quem me demorei um pouco na conversa tentando entender a filosofia deles. São seguidores da filosofia de Sérigne Touba, um muçulmano que viveu no fim do século XIX e de quem sobraram algumas lendas que são agora ancoradas no espirito dos jovens como qualquer estoria biblica, nomeadamente a mais recorrente sendo aquela que reza que quando o homem, estando a ser transportado numa embarcação colonial, (penso que justamente quando partia para o exilio no Gabão) comunica as autoridades que estava na hora de rezar e tendo estas proibido que o fizesse a bordo, ele teria atirado o seu tapete de reza ao mar, saltando de seguida e fazendo a sua reza, ao que acorreram todas as espécies marinhas... mmhh, ok. 100 anos depois, estes jovens autonomeiam-se « missionarios de Sérigne Touba » e são indigitados pelos seus Marabouts a irem mendigar num ponto qualquer do Senegal para depois reverter esse dinheiro para os agricultores que estão na penuria. Quanto tempo têm de mendigar ? O Marabout é que decide. Estes ja estavam nisto ha 3 anos. Não usam dinheiro para NADA. Comem o que chamam de Madyal que não é nada mais nada menos do que uma grande mistura de todo o tipo de restos das refeições das pessoas que se mostrem disponiveis a dispensar o que não conseguem comer. Fui convidado a partilhar esse mandar dos deuses e devo dizer-vos que sera incrivelmente delicioso.
Andei até Mpack, fronteira com Guiné Bissau (18 km). No caminho um rapaz levou-me 2 km, depois andei até ao fim da tarde, deslumbrado com a paisagem de Casamança, campos enormes de arrozais estendendo-se até perder de vista, mistura de pradaria e floresta, as nuvens carregadas no horizonte rasgadas por relâmpagos avisavam que ja chovia forte e feio a alguns km. Acelerei o passo. Ao passar em frente de uma aldeia não acredito nas minhas orelhas, este ritmo... este ritmo é MESMO kuduro. Pensei ignorar, mas a curiosidade acabou por me fazer desviar e adentrar-me pela dita cuja para encontrar um alta bodão, tipo de casamento, com centenas de pessoas espalhadas pela aldeia. Fui directamente ter com o DJ: "mas tu és angolano ou quê ? ». Não era, mas pesquisava novidades e foi assim que o Kuduro chegou na aldeia. Bazei e quando ja ia desistir da caminhada, lançando-me por um trilho seco entre dois arrozais procurando poiso para a tenda, três velhos em bicicleta gritam muito alto da estrada para me chamar : « Ai tem hienas, são gulosas ». Dão-me um empurrão de mais 2 km (tomas ! bina também ja esta)e depois continuo mais 7, noite ja cerradissima, até a fronteira em Mpack.
Slideshow Report as Spam

Use this image in your site

Copy and paste this html: