Rumo ao Pacífico

Trip Start Dec 08, 2008
1
2
Trip End Dec 18, 2008


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Chile  ,
Sunday, October 4, 2009

É bem fácil chegar ao litoral. Pega ao metrô até a estacion pajaritos e lá mesmo tem ônibus de 10 em 10 minutos. Se vc compra ida e volta paga mais barato (ida 4200, volta 2100 pesos). Os ônibus da Pullman parecem ser os melhores, tem uns que tem até primeiro andar. A viagem é tranquila e a estrada é boa. Dura em torno de 1 hora e 20 minutos. Chegando no terminal de bus em Viña fui recebido por uma simpática chilena que me deu um guia e ofereceu uns passeios. Disse que preferia caminhar mesmo.
Saindo do metrô jà se está na principal avenida: Valparaíso. Movimentada e cheia de galerias que nem o centro de Santiago. Duas quadras após o terminal está a Plaza Vergana. Seguindo pela Valpariso ate o final se dá de cara com o Pacífico, pouco antes disso, claro, o famoso Reloj de Flores. Muito bonito e cheio de estudantes tirando fotos. Pena que estava bem niblado e até um pouco frio. Desci na Playa Caleta Abarca, que me pareceu bem popular e com pessoas fazendo picnics. Fui andando pela orla procurando alguns pontos turìsticos do guia, passando pela ponte Casino, o Casino Viña del Mar e segui pela Calle 4 norte atè o palacio Carrasco, meio sem graca. No meio desse caminho escuto um sotaque conhecido. Era um casal de alagoanos enrolados tentando comprar 3 bonés. O cara queria vender por 20 reais os 3 e ninguem sabia quantos pesos valia. Eu tive que interferir e fazer as contas pra eles 5400 pesos. Rsss...
Segui pela Av libertad e a ponte do mesmo nome até chegar na Plaza Vergara de novo. Seguindo em frente uma igreja bem bonita e o Parque Quinta Vergara, com muitas especies raras de arvore pq a mulher do antigo morador lá era botânica. Dentro do parque ainda há o museo de Bellas Artes e o Anfiteatro Quinta Vergara, uma estrutura imensa, parece até um estadio com muitos coisas lá penduradas, é onde acontece um festival de mùsica muito tradicional aqui no Chile, transmitido para todo o país.
Depois disso descobri que Viña e Valparaíso tem um metrô de superfície que interliga as duas cidades. V que ainda havia tempo e tomei o metrô para valparaiso para tentar conhecer a terceira casa de Pablo Neruda, la sebastiana. É incrível que o tempo mudou assim que saí de Viña e entrei em Valparaíso. Nao sei se foi o sol, mas Valparaíso me pareceu bem mais simpática, apesar de mais movimentada e com um transito e ruelas meio confusas. A cidade é a segunda maior do Chile e é circundada por muitos morros. Por isso tem 15 elevadores ligando a cidade alta a baixa. Desci na Estacion bellavista eseguindo orientacoes do guia, fui na plaza anibal pinto pegar alguma consucao para a casa do Neruda. A informacao estava errada, tem que pegar a Calle Bellavista e Ecuador e por 350 pesos pega o transporte 39 para subir o cerro até a casa. Esta sim, foi a coisa mais encantadora que vi no dia. Vale muito a pena visitar os 4 pavimentos, pena que nao pode fotografar dentro, pois os móveis sao os mesmos e tudo muito bem conservado. A casa é chamada de la sebastiana, pois foi um sebastiao que iniciou o projeto. Também conhecida como "casa en el aire" já que o Neruda o queria no ponto mais alto e com vista para toda a baía em frente, e conseguiu. A vista é lindíssima. Paga 1000 pesos para visitar e se quiser pode pagar guias. Eu, claro, fui sem! rss...
Na volta desci a ladeira toda a pé. Na verdade eu procurava o ascensor espirito santo, o elevador que dá acesso, mas quando percebi já estava lá embaixo. Acabei conhecendo a plaza victoria e o arco britanico antes de voltar a estacao de metro para voltar a Viña e finalmente voltar para Santiago.
Report as Spam

Use this image in your site

Copy and paste this html: