Dinamarca - preparacao e teatro (segunda parte)

Trip Start Oct 01, 2007
1
44
159
Trip End Ongoing


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Denmark  ,
Sunday, June 8, 2008

E o dia chegou. No inicio pudemos assistir as pecas das outras escolas. Fiquei um pouco mais aliviado de ver que todas as pecas tinham "elos fracos". Assim, algumas pessoas estavam muito bem no palco. Bem melhor ate do que eu achei que seria. Mas sempre tinha alguem para desequilibrar. Mas isso tambem eh obvio, ja que nao era um festival profissional, nao eh mesmo? Alem disso me serviu para lembrar que era tudo um festival de pessoas como nos, se esforcando para fazer um bom trabalho.

A tarde chegou a nossa hora. Eu estava estranhamente calmo, eu diria. Ao menos foi a vez que me lembro de estar mais calmo nas horas que antecedem uma apresentacao (comparando com os tempos que eu tocava com os meninos em Recife).

Entao comecamos... as primeiras cenas tinham partes que eram bem engracadas. Eu tinha duvida se as pessoas iam achar graca, afinal, algo que eh engracado pra mim podia nao ser para eles. Isso sem nem falar na possibilidade de dar algo errado. Mas nao deu nada errado. Ou se houve algo errado, nao impediu as pessoas de rirem, e isso era o que importava.

Seguimos cena por cena, nos organizando na medida do possivel. As trocas de cenas funcionaram muito bem. Conseguimos fazer bem rapido as passagens.

O que mais me impressionou foi que, de algum modo, eu consegui fazer as coisas como se nao houvesse ninguem ali nos assistindo. Mesmo assim, eu acabei esquecendo uma parte. Na hora, do nada, em uma daquelas falas que eu sempre lembrava... sempre, mas nao dessa vez. Dessa vez, na vez que importava, eu esqueci. Branco. Nada. "tela azul" (piada para os nerds). Mas nao me desesperei, apesar de nao saber bem como. Simplesmente pensei na primeira coisa que vinha na cabeca, a primeira frase que veio era quase uma pagina na frente do texto, mas ja que so tinha essa, falei essa mesmo. E mantive a esperanca de que Laura percebesse o pulo e seguisse de onde eu estava. Ela nao percebeu que pulei, mas, mesmo assim, continuo do ponto onde eu tinha pulado (apos a peca eu fui pedir desculpas pelo erro na cena e descobri que ela nem se quer tinha percebido).

Essa era a parte mais dificil pra mim. Primeiro um dialogo longo, depois um "discurso". Quando acabei o monologo, a sensacao de alivio era sem tamanho. Agora so faltava uma pequena parte do final.

E assim acabamos a nossa apresentacao. Nao sei dizer como foi a opiniao das pessoas, pois as que chegaram pra mim para falar algo diziam que gostaram. Mas eu tenho que dizer que nao acredito muito neles. Nao que eu ache que eles estejam mentindo, eh so que acho que eles estavam olhando com "bons olhos", como bons amigos fariam.

Pra mim pareceu que durou uma eternidade, mas finalmente terminou.

Uma experiencia para guardar com carinho. Pelas pessoas que trabalharam comigo, pelo tempo juntos, pelas muitas horas divertidas repetindo os textos e pelo desafio que passamos.

Sem duvida as melhores duas semanas desde que cheguei na escola (nao contando com as de ferias, claro). Quase 15 dias de sol, novas experiencias, gente para conhecer, historias para ouvir e lugares novos para visitar. Ate o trabalho foi bom...

... e a peca. Foi uma experiencia muito boa... mas acho que nao vou tentar repitir-la! Como ator eu sou um otimo programador! :)
Report as Spam

Use this image in your site

Copy and paste this html: